ARTIGO

DIFERENÇAS ENTRE EMPREENDEDOR E INTRAEMPREENDEDOR

Data de publicação: 02.09.2021

O intraempreendedorismo é a prática de atuar de forma empreendedora dentro de uma empresa. Já o empreendedorismo é identificar oportunidades e criar soluções, seja na forma de projetos, negócios ou até a partir da sua postura diante da vida.

Há mais semelhanças do que diferenças entre os dois conceitos. Ambos envolvem um posicionamento inquieto, proativo, criativo, flexível, curioso e persistente. Porém, no intraempreendedorismo o profissional continua em um emprego, tendo que responder aos seus gestores. Portanto, ele terá seus resultados cobrados e suas ações geralmente precisam passar pela aprovação dos superiores.

Já quem empreende por conta própria pode ter mais autonomia nas decisões, flexibilidade de horários e possibilidade de inovação. Mas, a desvantagem é que não há tanta segurança, pois nem sempre você possui uma renda fixa e previsível, principalmente no início do negócio.

Qual é a importância do Intraempreendedorismo?

O intraempreendedorismo tem benefícios evidentes para o colaborador. Ao ter uma postura ativa, ele se desenvolve profissionalmente e pode ser mais reconhecido dentro e fora da empresa. Ainda, há diversas vantagens para o próprio crescimento do negócio.

Mais produtividade e satisfação dos colaboradores

Uma empresa que permite e fomenta o empreendedorismo contribui para a melhoria da satisfação e da produtividade dos funcionários. Afinal, a motivação no trabalho e a produtividade estão intimamente relacionadas.

Pelo intraempreendedorismo, a equipe pode se envolver em projetos e causas internas que verdadeiramente despertam o seu interesse. Com isso, é mais provável que o trabalho seja feito com qualidade e eficiência. Isso porque, nessas oportunidades, o intraempreendedor reconhece que está tendo um desenvolvimento amplo de carreira.

Retenção de talentos

Os profissionais de hoje, sobretudo os “millenials”, têm um grande interesse pelo empreendedorismo. Além disso, eles buscam conciliar suas paixões com a profissão, isto é, trabalhar com propósito. Tais fatores são fundamentais para que os profissionais permaneçam em uma empresa por longos períodos. Contudo, 64% dos negócios têm dificuldade na retenção de colaboradores (Fonte: HayGroup).

Essas características reforçam ainda mais a importância do intraempreendedorismo. Afinal, por meio dele é possível reconhecer, engajar e manter os talentos internos. Isso reduz a rotatividade e pode diminuir custos e melhorar o desempenho da empresa.

Inovar processos internos

Com a transformação digital e a economia compartilhada, não adianta achar que uma empresa consolidada vai permanecer assim para sempre. É fundamental acompanhar as mudanças do mercado e inovar constantemente.

Portanto, o intraempreendedorismo pode ser um ótimo diferencial competitivo, pois possibilita uma experimentação muito grande. Com uma equipe engajada e persistente, fica mais simples reconhecer processos internos que possam ser otimizados para ampliar o desempenho do empreendimento.

Muitas pessoas querem empreender, mas desejam ter a segurança de um emprego. Diante disso, surge a possibilidade do intraempreendedorismo. Com ele, você cria soluções inovadoras dentro de uma empresa. Isso é muito benéfico para a sua carreira, pois demonstra autonomia e liderança. Já para o negócio, ter intraempreendedores é muito vantajoso, podendo inclusive aumentar as receitas e expandir a empresa.

Fonte: https://bit.ly/3yzd184

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *