ARTIGO

Captar recursos para o seu negócio – Conheça as alternativas e dicas para financiar seu crescimento

Data de publicação: 19.08.2021

Abrir e expandir uma empresa é um enorme desafio. No caminho a ser traçado pelo empreendedor, inevitavelmente haverá necessidade de recursos para o seu negócio.

Mas, nós empreendedores, estamos atentos a isso, captamos a todo momento mesmo sem perceber, por exemplo quando pedimos aumento de prazos a fornecedores. Trata-se de um financiamento de terceiros.

Mas o fato é que nem sempre temos a mão todos os recursos necessários, talvez por isso do 1/3 das empresas fecham segundo o SEBRAE, sendo uma boa parte por falta de Capital.

Quer saber mais como Captar Recursos e como encontrar o dinheiro certo para o seu negócio? Continue lendo esse Guia.

1. Tipos de Recursos disponíveis para seu negócio

Sabendo que recursos são essenciais, o grande desafio do empreendedor é encontrar o financiamento certo para o seu negócio.

Não adianta “atirar” para todos os lados esperando que o recurso venha, é preciso entender as características de cada um, suas vantagens e desvantagens e ir focar seus esforços.

O primeiro passo é conhecer cada um deles, vamos então entender.

2. Recursos Próprios, de Familiares e de Amigos

Esses são os tipos mais baratos e menos burocráticos que um empreendedor pode acessar. Muitos negócios nasceram e cresceram a partir deles, então não os despreze.

Quando falamos de recursos próprios, um termo associado a este tipo de recurso é “bootstrap”. Ele surgiu da alça das botas, algo que ajuda a calça-las, então literalmente é começar sem nenhuma ajuda.

Bem, recursos próprios não tem custo e te oferecem liberdade e autonomia de decisão, mas infelizmente são limitados.

Duas táticas importantes para “captar” é criar uma reserva ao longo do tempo e continuar a trabalhar em outro emprego durante o desenvolvimento do negócio.

Fique somente atento, pois se você tiver uma excelente ideia de negócio você pode perder o timing de implantação, além disso o planejamento de onde você vai alocar os recursos é essencial, aqui o desperdício deve ser mínimo ou inexistente.

Temos também os recursos de familiares e amigos, que também tem um termo popular para indica-lo, os 3Fs (friends, family and fools).

Parecido com os recursos próprios, estes de amigos e familiares também possuem baixo custo e não possuem tanta burocracia. Eles são baseados em confiança e até por isso possuem um grande risco, o de gerar problemas de relacionamento.

Existe muitos filhos que foram cobrados pela suas mães com esse tipo de recurso, incluindo aqui um case, o de um dos fundadores do Submarino. As dicas para não se ter problemas são:

– Pedir o valor mínimo para tocar o seu negócio

– Procurar pessoas que acreditem na sua ideia

– Não pedir para os “chatos”, eles com certeza vão querer dar pitacos

– Deixe claros os riscos, inclusive de não receberem de volta o dinheiro

– E faça um contrato, isso ajudará a evitar desentendimentos da sua proposta.

3. Recursos remunerados com Juros

Esse tipo de recurso é comum e um dos mais antigos métodos. Existem alguns tipos de instituições que oferecem dinheiro em troca de remuneração na forma de juros, vamos aos detalhes;

Bancos

Essa é a forma mais popular, antiga e simples de pedir recursos para o seu negócio.

É também uma forma segura de financiamento e traz como vantagem a autonomia na gestão de recursos e do negócio, uma vez que o gerente não vai dar pitacos na sua operação, ou ainda, solicitar a participação acionária na empresa já que a remuneração do Banco são os juros que devem ser pagos.

Mas para isso, você terá provavelmente que dar garantias patrimoniais e a taxa que será cobrada nem sempre vai ser aquela que você espera.

Por isso a dica aqui é pesquise as taxas, as linhas e os bancos, e se você precisar deste tipo de empréstimo não esqueça de fazer o seu relacionamento bancário.

É comprovado que um Gerente de Banco não tem capacidade de oferecer linhas a todos os seus clientes a todo o momento, então faça seu relacionamento, visitando ele, contando de marcos do seu negócio e até convidando para algum evento em sua empresa. Com certeza ele lembrará do seu negócio no momento oportuno e te oferecerá recursos compatíveis com a sua necessidade.

Microcrédito

Como comentamos, os bancos normalmente solicitam garantias e nem sempre os empreendedores as têm. O que acontece: acabam ficando sem recursos para o negócio.

Para atender a isso, foram criadas algumas instituições que atuam com microcréditos, como ONGs e Cooperativas. Microcrédito são empréstimos de pequeno valor e com uma burocracia menor, ajudando empreendedores que necessitam de recursos e que não tenham crédito bancário.

É uma boa alternativa, porém limitada em termo de valor e prazo, de qualquer forma vale à pena pesquisar e considerar.

Empréstimo peers to peers

Essa é uma nova modalidade de empréstimos que tem crescido no Brasil. Ela funciona juntando aqueles que precisam de recursos, como você, a pessoas que procuram fazer investimentos diretos.

É semelhante as linhas bancárias, porém sem uma instituição financeira. Neste mercado há muita regulação do Banco Central, então é importante verificar se a instituição que ajudará a encontrar o investidor está autorizada a atuar e não lhe trará problemas.

Nesta forma de captação também existem limitações de volume de recursos e prazos e você deverá ter uma boa gestão financeira para ser financiado.

Algumas instituições ajudam nessa modalidade, tais como o Biva e a Neexos, vale a pena conhecer http://www.biva.com.br e https://www.nexoos.com.br/

Fonte: https://bit.ly/3APrOgr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *