ARTIGO

07 Passos essenciais para começar a empreender

Data de publicação: 15.04.2021

1º Encontre O Negócio Certo Para Você

Empreendedorismo é um termo amplo e você pode empreender em praticamente qualquer área.

No entanto, você terá que escolher um campo de negócios para começar. Seguir o coração pode ser fundamental nesse sentido, pois quando não houver mais esperança, somente a paixão poderá fazer a diferença.

O amor pelo que você faz pode ir além de apenas fazer bem feito. Vai até o momento que você faz pela sua realização. Empreendedorismo é um trabalho árduo, então você deve focar sua atenção em algo que você acredita e vê como lazer ao fazer e não vê como um simples trabalho a ser feito.

2º Você Vai Estudar Como Nunca Em Sua Vida!

Você não precisa ter nenhum tipo de educação formal para empreender, mas isso não significa que você deva ignorar totalmente a educação.

A todo instante terá de estudar sobre o seu mercado. Seu cliente. Seu produto. Seus concorrentes. Entender mais sobre política. Aprender sobre finanças básicas… A educação será um diferencial entre o sucesso e a estagnação e até mesmo o fracasso.

3º Tenha Um Plano De Negócios

Antes de começar a empreender, você precisa ter um plano de negócios e estabelecer os objetivos, bem como sua estratégia para alcançar esses objetivos.

Este plano é importante para obter investidores e também medir o sucesso do seu negócio. Ele será sua bússola para guiar sua empresa para o progresso.

Uma ótima maneira de fazer um Plano de Negócios mais enxuto e seguir o modelo Canvas.

4º Encontre Seu Público Alvo. Saiba Quem É Sua Audiência

Nem todo negócio agrada a todos. A idade, o sexo, a renda, a raça e a cultura do seu público-alvo terão um papel importante na determinação se será necessário ter um endereço físico para ou trabalhar de maneira remota.

Pesquise qual grupo se encaixa melhor em seu modelo de negócios e, em seguida, direcione seu esforço para atrair esse grupo sempre buscando alinhar sua comunicação a ele.

5º Networking (Rede De Contatos)

Ter uma rede de contatos é essencial para os empreendedores. Cultive-a para que ela possa lhe dar bons frutos em forma de oportunidades.

Networking é quando você conhece outras pessoas que podem ter habilidades fundamentais em sua empresa ou podem vir a complementar o serviço que você oferece.

Você também pode encontrar potenciais investidores através de redes para ajudar alavancar seu modelo de negócio do chão.

Sua rede também pode dar suporte ao seu negócio quando você se abrir, ajudando a enviar novos clientes para você.

6º Aprenda A Vender Sua Ideia

Em suas palestras sobre vendas, Alfredo Rocha sempre fala que “O produto que mais se vende é aquele que se oferece”.

A validação de ideia pode ser feita através de pesquisa simples, num bate papo para sentir como está a aceitação ou rejeição e qual o motivo de cada uma delas.

Também pode ser realizada de maneira mais estruturada, com blocos de perguntas pré-definidas, número mínimo de pessoas a serem entrevistadas, local, tipo de pessoas, homem, mulher, entre outras características de público.

Mas, é fato que nem todos tem a mesma coragem e acreditam naquilo que você está buscando, tampouco querem seguir seu caminho.

Por outro lado, os consumidores querem produtos, mas nem sempre sabem qual produto escolher. Seu trabalho como empreendedor é convencer as pessoas de que o que você está vendendo é a melhor opção disponível.

Você terá que descobrir o que torna seu produto único e depois vendê-lo com base no valor adicionado.

7º Se Interesse Por Marketing

Você deve se concentrar em marketing antes, durante e depois de começar a empreender. Você pode ter o melhor restaurante da cidade, mas ninguém visitará se as pessoas não souberem que ele existe.

O marketing é estudo, aplicação, e medição e fazer tudo de novo. Não é algo simples, mas se você conseguir concentrar seus esforços de marketing no seu público-alvo, vai passar a diminuir as dificuldades a cada vez que tentar alcança-lo.

Por exemplo, a geração Millennials pode ter mais probabilidade de ver um anúncio nas mídias sociais do que em um outdoor no centro da cidade. E isso é a evolução da comunicação, e nós temos de acompanha-la, pois negar a evolução, é negar a nossa própria existência.

Fonte: https://bit.ly/3wYy83S

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *