ARTIGO

Confira dicas de como começar a empreender em meio à pandemia

Data de publicação: 11.03.2021

Comunicação, transparência, planejamento e formação de redes de apoio são fundamentais

O momento econômico que o mundo vive não tem precedentes, e navegar no empreendedorismo, neste momento, pode ser algo altamente arriscado. Vamos saber como tornar a jornada como empreendedor mais eficiente para quem está dando os primeiros passos no mundo dos negócios?

Em que área investir? Os especialistas apontam que é difícil apontar qual setor dará mais retorno financeiro a curto prazo. Contudo ressaltam que, atualmente, alimentação, eletrônicos, suporte em TI e acessórios para home office têm se destacado.

Identifique uma oportunidade: O empreendedor precisa usar o conhecimento que já tem e a rede que está a sua disposição.

Encontre seu ramo: Muitas vezes, o tempo dedicado ao negócio ultrapassa as 12 horas diárias e invade madrugadas. Por isso, tente encontrar um ramo que dialogue com o que você gosta. 

Tenha uma reserva: É preciso ter uma reserva financeira de, pelo menos, três meses para conseguir se manter. Lembre-se que muitos empresários não têm conseguido ter acesso ao crédito oferecido pelo governo federal. 

Mapeie o ramo: Uma vez identificado o setor de atuação, colha o maior número de informações possíveis sobre ele. Estude quem são seus concorrentes, quem oferece o mesmo produto ou serviço que o seu na sua região.

Comunicação: Procure engajar as pessoas com o produto ou serviço ofertado por você. A comunicação deve trazer informações sobre o que é comercializado, mas não somente isso. Busque trazer nas publicações informações relacionadas ao seu negócio. Por exemplo, se você vende marmitas funcionais, traga informações sobre os benefícios das combinações de cada combo.

Transparência: É importante dividir as incertezas, porque isso auxilia no processo de cocriação de algo que irá contemplar a clientela. Use as redes sociais para pedir sugestões sobre uma novidade que você pensa em lançar. Essa atitude gera ótimo engajamento do público com o que está por vir e estreita o relacionamento entre a marca e as pessoas. 

Crie um cadastro: Muitas empresas perderam oportunidade de venda durante a pandemia por não terem um cadastro dos clientes para mantê-los informados das novidades, promoções etc. Por isso, crie um cadastro, saiba como contatar seu público.

Como será a entrega? Avalie qual o melhor meio para entregar o que você oferece. Se será por e-commerce, correio, transportadora, motoboy etc.

Atenção às despesas: Olhe para o seu processo produtivo e veja onde os custos podem ser cortados ou enxugados e procure organizar prazos de pagamento junto aos fornecedores para manter o fluxo de caixa equilibrado durante o mês. 

Finanças: Um dos principais erros de quem está começando a empreender é a falta de organização das finanças. Isso porque as pessoas tendem a não separar o dinheiro que é da empresa daquele que é pessoal. Isso faz com que o empreendedor não tenha controle sobre as retiradas. O correto é que ele determine um salário mensal. Esse salário é um custo da empresa e precisa ser levado em consideração na hora de precificar o produto. 

Teste: Com planejamento, teste seu produto ou serviço e colha feedback dos clientes para saber o que eles acharam das novidades e alterações. O teste não precisa, necessariamente, ser gratuito.

Diversifique suas receitas: Além de ter o seu produto como carro-chefe do negócio, opte também por pensar em outras receitas. Por exemplo, busque emplacar parcerias com patrocínio, financiamento coletivo com recompensas para quem doar, workshops e eventos online pagos sobre assuntos ligados ao ramo do seu empreendimento. Uma alternativa é adaptar o portfólio, levando em consideração o contexto vivido. Por exemplo, lojas de roupas que passaram a vender máscaras também. 

Atualize-se: Manter-se constantemente atualizado sobre o que os concorrentes fazem e as mudanças no setor. É preciso procurar entender o mercado da forma mais completa possível para, então, estar apto a inovar. Inovação requer estudo. 

Fonte: https://bit.ly/3cjACk7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *