ARTIGO

Outubro Rosa: Câncer de mama tem cura!

Data de publicação: 01.10.2017

O movimento do outubro rosa teve início nos Estados Unidos na década de 90 e desde então, durante o mês de outubro, são realizadas campanhas de conscientização sobre a doença em todo o mundo. Também durante todo o mês, monumentos históricos conhecidos mundialmente, são iluminados e ficam cor de rosa como sinal de apoio a causa.

Mas afinal o que é o câncer de mama?

O câncer de mama é uma doença que acontece através da multiplicação de células anormais (cancerígenas) que formam um tumor. Alguns fatores genéticos também podem influenciar para que a doença seja desencadeada.

Os exames

O autoexame é simples e muito importante, através dele é possível detectar nódulos na mama. A mulher pode realizar esse exame em casa, em pé ou deitada, ou na hora do banho. O indicado é que a mulher observe e toque a mama uma vez por mês logo após o período menstrual, para as mulheres que já estão em menopausa o indicado é que escolham um dia no mês.

Caso durante o autoexame você perceba algum caroço é necessário procurar um mastologista, esse profissional irá realizar os exames necessários e indicar o tratamento adequado, caso a doença seja detectada. O exame também é disponível pelo sistema único de saúde (SUS).

Outro exame a ser realizado é a mamografia, que se trata de um exame de imagem como um raio x das mamas e só através dele é possível detectar tumores menores de 1 cm, pois com esse tamanho o nódulo não pode ser sentido com os toques do autoexame.

O exame de mamografia é rápido, a mulher se posiciona em pé em frente ao mamógrafo, máquina onde o seio é colocado na horizontal e verticalmente, o exame é rápido. Caso a paciente tenha prótese de silicone, deve informar antes. A única ressalva para realização do exame é em mulheres grávidas no período do primeiro trimestre.

A mamografia deve ser realizada anualmente após os 40 anos, porém quando já existe histórico da doença na família entre mãe, filha e irmã o risco de ter a doença aumenta, nesse caso é necessário que o controle do exame se inicie mais cedo.

Os principais sintomas da doença são:

  • Dor ou inversão do mamilo;
  • Vermelhidão ou descamação do mamilo ou da pele do seio;
  • Aparecimento de nódulos na forma de caroços no seio ou nas axilas, podendo apresentar dor ou não, serem duros e irregulares ou macios e redondos;
  • Presença de secreção pelo mamilo, sanguinolenta ou não;

Quando detectado no início as chances de cura são de 95%, por isso é tão importante realizar o autoexame, quanto mais rápido o tratamento for iniciado maiores são as chances de cura. Preste atenção em seu corpo você é importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *